Skip to main content

Não ao PL do Estupro! Maranhão se junta à campanha contra Arthur Lira

Foto: Divulgação

O Maranhão se junta à campanha contra Arthur Lira (PP/AL), o presidente da Câmara dos Deputados Federais, que tornou-se o padrinho do projeto que estimula o estupro no Brasil.

Nos dias 14 e 15 de junho, várias organizações de mulheres, partidos políticos e outros movimentos disseram não ao projeto de lei 1904/2024 em São Luís. Eles se reuniram contra a proposta que está sendo chamada de  “PL do Estupro”.

Desde a tentativa de aprovar o projeto em regime de urgência na Câmara dos Deputados, há mobilização pelo Brasil todo nas ruas e nas redes sociais.

O texto equipara o aborto ao homicídio simples, mesmo em casos de estupros. A pena pode ser de 06 a 20 anos de prisão.

Porém na legislação atual brasileira, as vítimas de violência sexual podem realizar o aborto de forma legal. Nesses casos, o procedimento se tornaria crime para quem fizer depois de 22 semanas de gestação.

Fotos: Divulgação

Mobilização contra Arthur Lira

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, viu-se diante de um impasse por conta de todas as manifestações contra o PL 1904/24. Inclusive a Ordem dos Advogados do Brasil lançou um parecer, nesta segunda-feira (17/06), declarando o projeto como inconstitucional.

Leia também: São Luís com dois atos contra projeto que incentiva o estupro

Agora, além de quererem tirar de vez o “PL do Estupro” da pauta no Congresso Nacional, há também uma mobilização ANTILIRA. Tanto nas redes sociais, quanto nas ruas, manifestantes colocam-se pela cassação do presidente da Câmara.

No Maranhão as mulheres bradaram: “Não vamos recuar! Nossos direitos não são negociados.”

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

0
Would love your thoughts, please comment.x

Acesso Rápido

Mais buscados