Skip to main content

Campanha Salarial! Sindicato renegocia com Caema após rejeição parcial de contraproposta  

Foto: STIU/MA – Divulgação

Os trabalhadores e trabalhadoras da Caema realizaram Assembleia Geral, convocada pelo Sindicato dos Urbanitários do Maranhão (STIU/MA), e rejeitaram parcialmente a primeira contraproposta apresentada pela empresa sobre a campanha salarial.

As reuniões aconteceram entre os dias 06 e 13 de maio em todas as regionais.

A rejeição ao Ofício 849/2024 – DG CAEMA foi por unanimidade. A categoria teve um posicionamento crítico quanto à proposição.

Algumas das cláusulas não aprovadas pelos trabalhadores: complementação do auxílio-doença e auxílio doença acidentário; auxílio a filhos que sejam pessoa com deficiência; adicional de percurso; auxílio-luto; auxílio- alimentação; plano de saúde; auxílio-creche; diárias; incorporação de gratificação; e vale transporte

Foram aprovadas, parcialmente, a cláusula de reajuste salarial; auxílio alimentação e plano de saúde.

Negociações

Após a deliberação em Assembleias, no dia 14 de maio, representantes do STIU/MA e da Caema dialogaram novamente sobre os pontos levantados pela categoria. Sobre a pauta do aditivo não houve avanços.

O Sindicato avalia que será necessário tratar diretamente com a presidência da empresa e com o governo do Maranhão. 

Estão sendo solicitadas reuniões com o presidente da Caema, Marcos Aurélio Freitas e com o governador Carlos Brandão.

O STIU/MA ressalta que “é preciso mobilização, presença nas assembleias e disposição para a gente avançar na negociação e nas estratégias”.

Leia também: Eleições! Bancários do Maranhão vão às urnas

Outras pautas

O Sindicato dos Urbanitários também está atuando em relação às pendências discutidas junto ao Ministério Público do Trabalho.

De acordo com a entidade de classe, por orientação do próprio MPT, será feita uma nova negociação. Dentre as pautas será abordado o passivo do Dissídio, que é uma correção financeira sobre o salário dos trabalhadores.

No entendimento do STIU/MA “é preciso implantar o reajuste imediatamente e, em seguida, discutir o passivo”.

Com informações STIU/MA

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

0
Would love your thoughts, please comment.x

Acesso Rápido

Mais buscados