Skip to main content

Casa d`Arte retoma a promoção de direitos culturais

Foto: Divulgação

A Casa d’Arte, um lugar de promoção de direitos culturais na Ilha de São Luís, no município da Raposa, voltou às suas atividades em março deste ano de 2024.

O projeto, desenvolvido há 10 anos, foi alvo de um roubo em dezembro do ano passado. Isso resultou em grande prejuízo. Agora, graças ao apoio e solidariedade de uma rede formada por amigos, pelo público e pela comunidade, o trabalho está sendo retomado.

Para falar sobre esse assunto, o Jornal Tambor de sexta-feira (10/05) entrevistou Luzenice Macedo.

Ela é co-gestora da Casa d’Arte Centro de Cultura; associada-fundadora e coordenadora de Projetos do Instituto Maranhão Sustentável. Os dois são certificados pelo Ministério da Cultura como Ponto de Cultura.

(Veja abaixo a edição completa do Jornal Tambor, com a entrevista de Luzenice Macedo)

Segundo Luzenice, o espaço não está abrigando ou realizando espetáculos, por conta da falta de equipamentos. E hoje está fazendo oficinas, ações com audiovisuais e de formação.

Para a gestora, mesmo com esses desafios, a Casa d’ Arte segue resistindo e promovendo cultura e alegria. Luzenice falou que “retomamos com algumas restrições”. E lembrou que a Casa d’ Arte “só existe porque tem pessoas que acreditam em nosso processo de construção de direitos culturais”.

Leia também: Governo não responde sobre demissão do chefe do Teatro Arthur Azevedo

Sobre a Casa d’ Arte

O espaço é um Centro de Cultura idealizado por artistas para inspirar, criar, expor, registrar e difundir a cultura em todas as suas manifestações.

Compartilha ambiente projetado para acolher, abrigar e incentivar a criatividade. É pautado no conceito de redes colaborativas, construindo um modelo singular que valoriza a economia solidária, a autonomia e a arte autêntica!

O Casa d’Arte é certificado pelo Minc como Ponto de Cultura, que se articula para inspirar e ser referência em processos criativos e compartilhados em todas as áreas do saber. Nele se assenta também a sede do Instituto Maranhão Sustentável, associação que o apoia e juntos se autoreconhecem como Pontão de Cultura.

(Fonte: Casa d’ Arte.com)

(Confira abaixo a edição do Jornal Tambor, com a entrevista completa de Luzenice Macedo)

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

0
Would love your thoughts, please comment.x

Acesso Rápido

Mais buscados