Skip to main content

Povo Tremembé do Engenho luta pelo reconhecimento do seu território

Foto: Divulgação

O Conselho Indigenista Missionário, Regional Maranhão (CIMI/MA), segue na luta pela delimitação do território do povo Tremembé do Engenho, em São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís (MA).

Em reunião na quinta-feira (19/06), na sede da Fundação Nacional de Povos Indígenas (Funai), em São Luís, foi a solicitada a revisão do perímetro territorial estabelecido anteriormente pelo Grupo de Trabalho (GT) da área reivindicado pelos Tremembé.

A revisão foi encaminhada à Funai pelo Conselho de Famílias Tremembé, sob amparo jurídico do advogado Gabriel Serra, assessor jurídico do CIMI Maranhão.

O pleito pelo redimensionamento da área a constar no mapa para regularização foi feito para inserir corpos d’água e floresta, que ficaram de fora do mapa elaborado pelo Grupo Técnico de Trabalho da Funai.

O Grupo é o responsável pelos estudos ligados à área reivindicada, que fica no município de São José de Ribamar (MA). A revisão foi aceita de forma unânime também pelo Conselho de Lideranças e garante que o território será demarcado em toda sua amplitude.

Para Rosana Diniz, da coordenação do CIMI Maranhão, a reunião foi uma oportunidade ímpar para a escuta das diferentes representações do povo presente na reunião, garantindo autonomia do povo Tremembé.

“A reunião foi significativa. Aproximou os entendimentos sobre o tema e os encaminhamentos foram tomados com a anuência das duas representatividades locais do povo Tremembé do Território Engenho”, destacou Rosana Diniz.

(Com informações do CIMI)

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

0
Would love your thoughts, please comment.x

Acesso Rápido

Mais buscados